Como fica a Globo se Ricardo Teixeira falar numa delação premiada? - #Pesquisas / #Indicadores https://www.google.com/appserve/mkt/p/ABMBUQNF_ZZQIgLv7lqQNcSgvY2XHQqooDnzPrT-XURcaujJY2Rd0BUOgSoxn22cRrroXseTT_hpoLyOgzvCuSVAYFdcAPDvpAuF9gLgS074wgL4
 
INC EmpreendedorINC Pautas..editora

 

MASTER PROFESSIONAL - Crie 5 produtos altamente lucrativos

Após 10 ANOS e 40.000 títulos publicados,
creio já ter feito o bastante pelo empreendedorismo,
ao menos por este canal.
Este site está à venda, completo, com domínio e clientes.
Entre em contato com sua proposta

 

INCorporativa Empreendedor

Gerenciador Financeiro
móvel
       
#Pesquisas / #Indicadores Bookmark and Share    
  10/12/2013 - Pedidos de falência voltam a cair em novembro
  03/12/2013 - Pequenos negócios investem mais em inovação e planejament...
  29/11/2013 - RHs não investem em áreas prioritárias
  28/11/2013 - Inadimplência das empresas sobe em outubro
   1  2  3 4 5  6  7  8  9   
Como fica a Globo se Ricardo Teixeira falar numa delação premiada?

Enquanto a Globo estiver metida no futebol brasileiro, nada vai acontecer


  Views: 20832 - incorporativa.com.br - reprodução permitida com link para fonte

 28/06/2015 - Por Paulo Nogueira

Sem Blatter, que enfim se rendeu à realidade e renunciou, a Fifa pode enfim passar por um processo de desintoxicação.

E a CBF?

O equivalente a Blatter, no futebol brasileiro, é a Globo.

Enquanto a Globo estiver metida no futebol brasileiro, nada vai acontecer.

O espírito da Globo é o que todos conhecemos: predador. Na relação entre a Globo e o futebol brasileiro, a Globo ganhou extraordinariamente e o futebol brasileiro se reduziu à miséria.

Alguma coisa, obviamente, não funcionou na sociedade. Quer dizer, funcionou apenas para a Globo.

A Globo tem que sair do futebol brasileiro, como Blatter saiu da Fifa.

Mas vai sair?

É difícil, dado o poder na Globo. Mas também era difícil imaginar Blatter fora da Fifa, mesmo depois da eclosão do escândalo.

Há um caminho que pode levar a uma faxina real na CBF, e ele passa por Ricardo Teixeira.

Se a PF e a justiça realmente apertarem Teixeira, os desdobramentos podem ser interessantes.

Imagine que seja oferecida a ele a delação premiada.

Que histórias ele não tem a contar dos anos, muitos anos, de parceria entre a CBF, a Globo – e a Fifa.

A Globo, nos anos de influência de Teixeira (e do antigo sogro Havelange) na Fifa, sistematicamente ganhou os direitos de transmitir a Copa para o Brasil.

Bizarrices ocorreram.

A Globo levou as Copas de 2010 e 2014 por 220 milhões de dólares, pagos à Fifa, 100 milhões pela primeira e 120 pela segunda. A Record foi preterida com uma oferta de 360 milhões de dólares.

Para a Copa de 2014, a Globo colocou no mercado oito cotas de patrocínio, cada uma delas por 180 milhões de reais.

Como o dólar estava em dois reais, isso significava 90 milhões de dólares por cota.

Isso dá um total de 720 milhões de dólares. A Globo não é de dar descontos, e então o faturamento deve ter sido aquele mesmo.

Qual o gasto para cobrir? O maior mesmo é a compra dos direitos. Sequer imagens a Globo teve que gerar, pelo contrato.

Suponhamos, com boa vontade, que a Globo tenha gastado 50 milhões de dólares para armar a cobertura da Copa.

Você gasta 120 mais 50. O total é 170. E fatura 720.

Existe negócio melhor?

É assim que os Marinhos se tornaram a família mais rica do Brasil.

Ricardo Teixeira e João Havelange tinham força, no passado, para influenciar nas decisões da Fifa.

O que a Globo não teria feito para manter a Copa em casa?

Fora o dinheiro, há um ganho imenso de audiência e de prestígio na transmissão de uma Copa, coisas que se transformam em mais negócios lucrativos.

O difícil, no Brasil como conhecemos, é acreditar que Ricardo Teixeira vai ser cobrado pela polícia e pela justiça como Marin será nos Estados Unidos.

Mas se for, e se ele falar numa delação premiada, a CBF vai ser desinfetada, como a Fifa pós-Blatter.

DCM




 

 

 

 

px

artigos

 
 
Luciano Antonio Serrano
Liderança Praticada na Azul Linhas Aéreas
 
Allan Alves
10 dicas para aumentar a sua empregabilildade
 
   
- Mais vistos - Ver todos

 

 

 

 
 
       
 
  Pautas INCorporativa   PAUTAS INCorporativa
Assessorias de comunicação publicam seus releases e sugestões de pauta.
O site divulga os textos nas redes sociais e o distribui a jornalistas cadastrados. Saiba mais
 
  incorporativa negócios   INCorporativa NEGÓCIOS
Desenvolvemos sua publicação empresarial - jornais, revistas, informativos - Saiba mais
 
 
Noticias e Artigos  
Administração
Artigos Diversos
Artigos dos leitores
Comércio Exterior
Editoriais
Empreendedorismo - MPE
Entrevistas
Especiais
Eventos. Cursos.
Finanças e Economia
Franchising
Legislação / Jurídico
Mídias/Redes Sociais
Marketing, publicidade, Marcas
 
 
 
 
 
Artigos refletem única e exclusivamente a opinião de seus autores. Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação ou à Revista INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.
 
       
 
   

 

 

INCorporativa, Revista INCorporativa, Revista Corporativa são Marcas Registradas - 2007-2018.
Esta publicação online é gratuita, uma cortesia da 
© Editora INCorporativa - Comunicação e Produção Editorial

Reprodução de conteúdo permitida com link para a fonte.