https://www.google.com/appserve/mkt/p/ABMBUQNF_ZZQIgLv7lqQNcSgvY2XHQqooDnzPrT-XURcaujJY2Rd0BUOgSoxn22cRrroXseTT_hpoLyOgzvCuSVAYFdcAPDvpAuF9gLgS074wgL4

ESTE SITE ESTÁ À VENDA

 

CONTATO


 
INC EmpreendedorINC Pautas..editora

 

MASTER PROFESSIONAL - Crie 5 produtos altamente lucrativos

Após 10 ANOS e 40.000 títulos publicados,
creio já ter feito o bastante pelo empreendedorismo,
ao menos por este canal.
Este site está à venda, completo, com domínio e clientes.
Entre em contato com sua proposta

 

INCorporativa Empreendedor

Gerenciador Financeiro
móvel
       
  Bookmark and Share    
#Serviço
As tecnologias e suas consequências

Graças a toda essa tecnologia muitas vidas são salvas com maior rapidez, por exemplo. Mais cedo é possível diagnosticar uma doença e ainda, mais cedo também é possível curá-la.

Este artigo foi visto 5463 vezes

13/01/2013 - muchiotti consultor*

Vivemos um momento onde a tecnologia está quase 100% presente em nossas vidas. Aliás, a cada dia que passa menor é o tempo para o surgimento, para a criação, e o lançamento de um produto. Graças a toda essa tecnologia muitas vidas são salvas com maior rapidez, por exemplo. Mais cedo é possível diagnosticar uma doença e ainda, mais cedo também é possível curá-la.

Indiscutivelmente vivemos um momento único, e quem viver verá muitas outras maravilhas tecnológicas.

Algumas coisas acontecem e/ou são criadas simplesmente por um erro ou até mesmo por um projeto audacioso que desafia a lei da física e tudo o que estiver pela frente, como os experimentos em que mãos e braços já podem ser controlados apenas pela força do pensamento.

No passado ouvíamos dizer que “a força do pensamento remove montanhas”, assim como a fé. Alias, usar o pensamento para movimentar uma prótese não tem a ver com acreditar que isso é possível? Seria então a mesma fé?

Infelizmente não é possível usar toda essa tecnologia somente em favor do bem. Não é nada agradável pontuar o quanto ela tem causado sofrimento às pessoas.

É um sonho imaginar que somente coisas boas serão proporcionadas através de tanta tecnologia. É ao mesmo tempo engraçada a forma com que o ser humano aplica seus conhecimentos e faz uso de tais tecnologias.

O celular, por exemplo. Uma descoberta fantástica foi poder se comunicar sem fio estando nos mais difíceis locais, e por um aparelho tão pequeno. Isso é maravilhoso, e nem imagino onde isso vai parar. Com esse mesmo aparelhinho o ser humano é capaz de destruir sua vida, de sua família, e se não bastasse, a vida de estranhos, simplesmente pelo uso de uma das maravilhosas tecnologias.

Veja outra situação. Você certamente tem muitas reclamações a fazer das nossas estradas e rodovias. São péssimas não são? Pois então, se são ruins e não faltam motivos para reclamações, temos o limite máximo de velocidade em 120km/h na melhor das condições, certo? São estradas e rodovias com muitos buracos, com sinalização deficiente, longos trechos sem acostamento e tudo mais.

Levando em consideração todos os fatores negativos de nossas estradas e rodovias, a 120km/h em muitos casos seria muito perigoso trafegar nesta velocidade.

Este é um bom momento para ridicularizarmos, por exemplo, a tecnologia empregada nos veículos produzidos e comercializados no Brasil. Não há explicação para o uso de motores tão potentes que atingem velocidades mortais, se não há por onde trafegar com segurança. Como também não há explicação para projetos onde o veículo atinge mais de 200km/h sendo que em nenhuma de nossas rodovias é permitido por lei trafegar a esta velocidade. O anúncio diz que o veículo faz de 0 a 100km/h em 5 segundos. Para que?

É hilário ver que todos (mídia, governo, ONGs etc), se surpreendem ao ver um veículo em alta velocidade tirar a vida de milhares de pessoas todos os dias no Brasil. Fazem questão de noticiar.

Em função de tanta tecnologia, o quanto se lucra? Ninguém consegue enxergar o óbvio.

Embora exista uma grande diferença entre enxergar e querer enxergar, o dinheiro fala mais alto, até mesmo em relação a uma vida que foi tirada.

Será que existe algo a fazer? Em breve teremos um transito espacial, onde carros compartilharão espaço com aeronaves. Imagine você, que se em terra firme o ser humano não é capaz de ao menos ligar a seta do veículo indicando sua intenção de virar a direita ou a esquerda.

Mais uma vez, forte abraço a você.

 



Leia também:
  13/06/2017 - Liderança Praticada na Azul Linhas Aéreas
  13/06/2017 - A Arte de Questionar-se!
  13/06/2017 - Atitudes de Lider - Líder Multiplicador

 

 

 

 

px

artigos

 
 
Luciano Antonio Serrano
Liderança Praticada na Azul Linhas Aéreas
 
Allan Alves
10 dicas para aumentar a sua empregabilildade
 
   
- Mais vistos - Ver todos

 

 

 

 
 
       
 
  Pautas INCorporativa   PAUTAS INCorporativa
Assessorias de comunicação publicam seus releases e sugestões de pauta.
O site divulga os textos nas redes sociais e o distribui a jornalistas cadastrados. Saiba mais
 
  incorporativa negócios   INCorporativa NEGÓCIOS
Desenvolvemos sua publicação empresarial - jornais, revistas, informativos - Saiba mais
 
 
Noticias e Artigos  
Administração
Artigos Diversos
Artigos dos leitores
Comércio Exterior
Editoriais
Empreendedorismo - MPE
Entrevistas
Especiais
Eventos. Cursos.
Finanças e Economia
Franchising
Legislação / Jurídico
Mídias/Redes Sociais
Marketing, publicidade, Marcas
 
 
 
 
 
Artigos refletem única e exclusivamente a opinião de seus autores. Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação ou à Revista INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.
 
       
 
   

 

 

INCorporativa, Revista INCorporativa, Revista Corporativa são Marcas Registradas - 2007-2018.
Esta publicação online é gratuita, uma cortesia da 
© Editora INCorporativa - Comunicação e Produção Editorial

Reprodução de conteúdo permitida com link para a fonte.